Em busca do platinado

julho 29, 2016 | Editor Rishon

loiras2
Depois de tingir de loiro ou descolorir os fios, temos a sensação de cabelos glamurosos, clarinho, um sonho...mas depois de uns dias notamos que ele começa a dar uma escurecidinha aqui, uma amareladinha ali, e vai ficando aquela corzinha estranha… diferente da que desejamos. As manchas amareladas e alaranjadas se tornaram um dos maiores temores para as loiras, que fazem de tudo para manter a cor dos cabelos mais viva e bonita.

Mas por que isso ocorre? A resposta é simples: Porque oxida!

A oxidação capilar é como se fosse um "fotodescoloramento" dos fios, muitas das vezes induzido pela exposição aos raios UV, apresentando pequenas alterações de cor, podendo deixa-los um pouco amarelados e/ou opacos.
O cabelo descolorido tem mais propensão a amarelar do que o natural. Quando é feita a descoloração dos fios, é normal que fiquem mais fragilizados. Com isso, a cutícula fica dilatada, ocorrendo a oxidação que atinge os fios e provoca seu desbotamento. No loiro, isso se traduz em: manchas amareladas ou alaranjadas.

Como evitar/cuidar de um cabelo já oxidado?

1°- Evite a oxidação (o desbotamento) do seu loiro mantendo ele protegido do sol, use sempre um produto leave-in com filtro solar.
2º - Usar um desamarelador para neutralizar o amarelamento.
3º - Repor proteínas dos fios. Todo cabelo descolorido e tingido tende a ficar desestruturado por conta da perda de matéria, por causa disso é necessário fazer algumas reconstruções, que irão preencher as fissuras e porosidade.

Neutralizando reflexos

A colorimetria é o estudo das cores e suas composições. A estrela de Oswald vai ajudar a entender direitinho como proceder quanto a matizar os cabelos e entender o efeito dos reflexos nos cabelos.
Observe que no meio da estrela tem umas linhas, elas indicam as respectivas cores opostas a cada cor da estrela, essas cores são responsáveis pela matização da cor que esta do outro lado da seta.
Exemplo: azul matiza o laranja, o verde matiza o vermelho, o violeta matiza o amarelo…
O pigmento violeta causa ressecamento nos fios loiros e descoloridos, infelizmente é uma característica do ativo. Se você utilizar em excesso vai ficar com os cabelos ressecados.

Violeta Genciana (VG) a baratinha que engana

Existem muitos posts sobre o poder de matização da VG, que pelo custo (R$ 4,00 - R$ 10,00), é o matizador eleito de grande parte das loiras, pois ela ajuda a platinar os fios. A VG é um medicamento antisséptico e antimicótico, e o seu pigmento, o pararosanilina, é utilizado como reagente para identificar substâncias químicas e bactérias. A VG é processada com álcool.
  • Cabelo descolorido é mais frágil, quebradiço e ressecado que um cabelo sem descoloração. O teor do álcool utilizado para compor a VG contribui ainda mais para o ressecamento e a quebra;
  • Deixar o pote de VG aberto por vários dias realmente fará com que parte do álcool contido na VG evapore, no entanto ela vai continuar ressecando os fios, já que para que o álcool evapore por completo é necessário fazer a decantação, um processo de transformação química;
  • A VG funciona bem como matizador, mas, caso chumbe o cabelo, o processo para retirá-la não é tão simples como se fosse um matizador especifico para cabelo, que sai lavando o cabelo novamente. É preciso usar shampoo anti-resíduos e até mesmo processos mais agressivos como soap cap e descoloração;
  • Sempre deve ser misturada, preferencialmente com cremes ou máscaras, e se você errar na mão, é um problemão! Muito raro que não fique com nuances lilás e ressecado, mesmo tendo diluído duas gotas de VG em creme/máscara ou shampoo e hidratado após o uso;
  • Quem faz uso de VG vai, obrigatoriamente, ter que investir dinheiro em bons produtos hidratantes, nutritivos e reconstrutores. O uso progressivo da VG vai causar ressecamento, quebra e muito mais frizz.

conhecaositemaplatinum

#loucasporcabelo

Rua Londrina , 37 - Afogados - Recife PE - Brasil | CEP 50770-400 | CNPJ: 11.858.354.0001/98

Fishy